Sunday, January 28, 2007

"Dias inteiros de calmaria, noites de ardentia, dedos no leme e olhos no horizonte, descobrir a alegria de transformar distância em tempo.

Um tempo em que aprendi a entender as coisas do mar, a conversar com grandes ondas e não discutir com o mau tempo. A transformar o medo em respeito, o respeito em confiança. Descobri como é bom chegar quando se tem paciência.

E para se chegar aonde quer que seja, aprendi que não é preciso dominar a força, mas a razão.
É preciso, antes de mais nada, querer"
(Amyr Klink, "100 dias entre céu e mar")

~° Dia ensolarado em Jurerê. Michele ainda se recupera de um piriri. Não vai rolar, então, trilha para Lagoinha. Deve ser meu carma. A pousada Guzzo-Wittmann continua perfeita :)

Uma amiga de Belém contou que por lá meu sobrenome Piva significa mulher vadia, piriguete mesmo. Hã?!

1 comment:

Camila said...

Ô, filha! Lembra que o Murilo vivia falando que Piva é o nosso famoso (e saudoso) "piço"?
hahahahaha
Lindas as fotos em Floripa. Vê se dá sinal de vida dizendo onde tu estás!