Monday, April 30, 2007

Mojitos Party

Hortelã
+ Lounge com velas e muito amendoim +
amigas +

+ pés descalços.

Para fazer um Mojito:
1) Esmague hortelã fresquinho com um pouco de açúcar.
2) Adicione rum, gelo e Tônica Schwwepes.
3) Misture bem e decore com folhas de hortelã.

Friday, April 27, 2007

Memórias em azulejos

- Um sorvete de Bacuri e outro de coco, ambos no copinho, por favor.

- Pois não - respondeu o vendedor ambulante, um simpático senhor de cabelos brancos e chapéu azul surrado do sol, às margens da BR 135. Mal tinha aberto o isopor, quando encostou o ônibus que aguardava. Engano meu achar que a venda estava comprometida. Gentilmente, o motorista esperou mais de dois minutos para a entrega do sorvete e, após o senhor ter subido no coletivo, ainda deu um sorrisinho de despedida. A simplicidade dos moradores de Sao Luís, a bela ilha do Maranhão, marca e, por que não dizer, comove. É fácil ter aquele sentimento gostoso de “estar em casa”, como Floripa.

O mar dá braçadas na terra, moldando grandes entradas, pequenas baías e recortando as beiradas com muitas curvas. Pontes interligam tudo isso, inclusive o centro histórico (cidade velha) com a expansão mais moderna da arquitetura. Na bagagem da memória, trago as xilogravuras do artista Airton Marinho, retratando em fortes cores os personagens do boi-bumbá, o tambor de crioulas, o batuque das quebradeiras do coco do babacu, a lenda da serpente. Ah, a serpente-dragão! Aquela que mitologicamente dorme eternamente envolvendo a ilha, e que permaneça assim, pois acredita-se que seu despertar seja furioso, dragando toda a cidade para baixo do Atlântico.


Não totalmente dorminhoco, embora muito preguiçoso, amanheceu o sábado de feriado de Tiradentes na capital maranhense, com torós de estação chuvosa, que por sorte deu uma pequena trégua. Aproveito para caminhar pelas ruas centenárias com pedras originais da época da fundação pelos franceses, em 1612. Os detalhes históricos devo a minha recente amiga, Flávia Mochel, companheira do super Magnólio, de Santarém. Com a Flávia, conheci o mercadinho do Seu Loureiro, onde desgustei geléia de pimenta, licor de bacuri, de canela e de cupuaçu; comprei castanha de caju fresquinha e uns doces típicos de Alcântara, cuja receita pertence aos escravos, que misturavam o coco com açúcar e pouca farinha e assavam na brasa, acabando por ressaltar ainda mais o sabor do coco ralado. Tem que experimentar!




O que não desce redondo é o Guaraná Jesus, cor de rosa por conta da canela e um gosto de xarope infantil enjoado. Os maranhenses discordam da minha opinião e consomem mais esse refrigerante do que a Coca-Cola! Best seller estadual, quem diria. Na foto, Willia dá uma de garota propaganda, sem me convencer...
Olha só como vem a casquinha de siri, em uma tigelinha de vidro e com uma camada de farinha por cima. Hmmmm
Luiz e Merciane
A garrafa roxa é pinga feita de mandioca e a de caranguejo, claaaaro, dizem que é afrodisíaca ;)

Terei que voltar para experimentar arroz com cuxá (folha verde), no entanto. Foram dias corridos por conta do trabalho na Alumar. Na semana que passou convivi de perto com uma impressionante obra de expansão de uma refinaria de alumina (da cadeia produtiva do alumínio) a fim de escrever um Perfil Socioambiental. Foi uma das melhores viagens a trabalho que tive, e devo isso aos funcionários que trabalham por lá, de um astral imenso... Luiz (e sua namorada Merciane), Willia, Graça ....

Marcado na agenda das próximas viagens: Lençóis Maranhenses e Alcântara!

Thursday, April 26, 2007

tsc tsc tsc

Assisti um documentário bem produzido pela GloboNews sobre a trajetória de Boris Yeltsin (morto esta semana), com direito a uma reportagem especial de Pedro Bial, como correspodente em Moscou na época, no qual mistura (bem misturado) o seu relato pessoal com os fatos históricos da queda de Gorbatchev. É duro acreditar que um talento desse gaste seu tempo apresentando o Big Brother Brasil.

Ontem comecei a discutir uma parceria com bons amigos para iniciar algo revolucionário. Aguardem as novidades sustentavelmente bombásticas.

Decidi curtir o feriadão em Sampa, e espero abraçar esse blog com afinco. Hoje, porém, vou continuar no relatório da alumina.

E tem yoga logo mais no Buddha Hall. OM

Monday, April 23, 2007

Comeu e nao gostou

Duas e meia da manha: acordo com um poltergeist querendo sair de dentro do meu estomago. Corro para o banheiro, vomito, quase desmaio, sinto um frio de doer...

Sera que foram os pates da festa da Vivi e do Fernando?

Quando eu me recuperar desse misterio estomacal, escrevo sobre os azulejos de Sao Luis.

Sunday, April 22, 2007

Festa da Vivi e do Fernando

Claus mostra o super bolo sem leite, nem ovo. Govegan.com
Existe vida além de São Paulo
Carolina arrasando corações dos Dinos
Daniel, Claus, Vivi (Parabéns!!!), Carlos, Sabiá, Carol e Léo
Hein?

Thursday, April 19, 2007

And you give yourself away

Estou trabalhando em Sao Luís, no Maranhão.

U-hu!

Tuesday, April 17, 2007

Aniversario PNJ

Turma PeNaJaca comemora os 31 anos da Tati, no Feira Moderna, em Sampa.
Nos bastidores de tres donzelas sorridentes e glamourousas existem, no minimo, dois namorados, um tirando a foto e o outro segurando a pilha de bolsas e casaquinhos-caso-fique-frio-mais-tarde.
Que cruz?

Monday, April 16, 2007

Só até os 30

Mais um final de semana de curso de Iyengar Yoga, no Surya. Na aula de biomecanica aprendi que podemos mudar sim a estrutura dos ossos - que apesar de densos, sao maleaveis - com exercicios, alinhamento da postura, fé (hehehe)...


E mais! Estudos cientificos apontam que somente até os 30 anos a gente ganha massa ossea e que a partir de entao, o corpo comeca a perder pouquinho a pouquinho, aumentando de forma significativa depois da menopausa (santa osteoporose). Bom, eu ainda tenho mais seis meses de ganho osseo! Vou caprichar nos banhos de sol, ingestao de folhas verdes escuras (da-lhe rucula) e exercicios fisicos. Minha meta eh chegar lucida aos 115!


O aniversario da Tati no Feira Moderna foi muito gostoso. Revi a Cris Zaccaria e muitos integrantes do inesquecivel reveillon piriguetes em Jurere Internacional (Laura, Joao, Tania...). O barzinho eh uma graca só, mas convenhamos cobrar R$ 8 por duas bolas de sorvete é o ó.


Rolou "Open House" ontem no Instituto Nyingma, uma especie de apresentacao ao simbolos budistas, sempre tao ricos em detalhes e significados. A Rita explicou que perto do parinirvana, os discipulos perguntaram ao Buddha como seria uma figura que pudesse representa-lo e ele dobrou o manto (sua vestimenta), virou o pote de medicancia para baixo e fincou o cajado, criando assim o formato de uma stupa (relicario) com os tres unicos objetos pessoais que possuia.
Profundo...
Por ultimo: eu e Dani Barbara assistimos o documentario inquietante " O homem urso", que conta a historia de Tim Tredwell, um americano que passou 13 veroes em contato direto com ursos no Alasca, no meio da natureza selvagem, fazendo as proprias filmagens para chamar a atencao da necessidade de proteger esses animais (combatendo assim a caca ilegal). Ate que, infelizmente, acabou sendo devorado por um dos ursos, em 2003. Louco? Suicida? Show man? Amante inconcidicional da natureza? Vale a pena ver e chegar as proprias conclusoes. Um parentese: eu nao estraguei o final porque diz logo de cara que ele morreu, hein. "Todo mundo sabe".

Friday, April 13, 2007

Happy Birthday, Kellynha!!!

E da-lhe arianas! Hoje eh o aniversario da minha irma Kelly (a da direita na foto, ao lado da Cinthia Pequeninha), quem diria 33, hein! Jah desejei felicidades por telefone e tambem deixo aqui registrado o quanto sinto saudades dela. O tempo passa e cada vez mais a gente se entende melhor e incentiva os sonhos uma da outra. Para quem se pegava pelos cabelos quando crianca, eh uma revolucao e tanto!

Quem quiser dar um abraco na Kelly, em Brusque, aparece logo mais na Zehn Bier. Prosit, mana! Voce merece!

Foto: reveillon passado em Houston, sem fogos de artificio e com muito frio. Chris deve ter tirado a foto ;)

Thursday, April 12, 2007

Wednesday, April 11, 2007

Mutação

"Para os taoístas, nada permanece inalterado na vida, tudo é um processo de contínua transformação. A Mutação é um dos principais fundamentos do Taoísmo.

O ser humano passa por um processo análogo ao das estações do ano. Nossa vida pode ser entendida como um ciclo completo de mudanças em que a primavera corresponde à infância, à fase inicial da vida; o verão se refere à juventude, ao auge da força e da virilidade; o outono representa a meia-idade, o declínio do vigor e das capacidades físicas; o inverno é a velhice, a estagnação das funções vitais e o recolhimento.

As estações do ano fazem que as plantas e os animais se adaptem às condições de cada momento para que possam sobreviver, crescer e se perpetuar. Os seres humanos também precisam acompanhar harmoniosamente as mudanças da vida.

Quando não mudamos de acordo com o momento e não vivenciamos o que é correspondente a cada fase da existência, deixamos de viver de forma plena. Viver é mudar, adaptar-se, aproveitar cada etapa da vida e não ir contra as leis naturais".
Do livro "A sabedoria da Natureza", de Roberto Otsu
Foto: Uma tarde na comunidade de Prainha, na Floresta Nacional do Tapajos, by Carline

Tuesday, April 10, 2007

Feliz 31, Tati!

Hoje é o dia especial da ilustre integrante da turma Pé Na Jaca, Tatiana :) Uma amiga de coração imenso, que sempre me recebe em sua vida com muita alegria.

Na rádio (89.7 FM) toca, nesse exato momento, uma das músicas mais profundas do Lenine. Quem sabe podemos oficializar como fundo musical para essa nova idade que chega ;) Felicidades para todos nós!

"Mesmo quando tudo pede um pouco mais de calma
Até quando o corpo pede um pouco mais de alma
A vida não pára

Enquanto o tempo acelera e pede pressa
Eu me recuso faço hora vou na valsa
A vida é tão rara

Enquanto todo mundo espera a cura do mal
E a loucura finge que isso tudo é normal
Eu finjo ter paciência

O mundo vai girando cada vez mais veloz
A gente espera do mundo e o mundo espera de nós
Um pouco mais de paciência

Será que é o tempo que lhe falta pra perceber
Será que temos esse tempo pra perder
E quem quer saber
A vida é tão rara (Tão rara)

Mesmo quando tudo pede um pouco mais de calma
Mesmo quando o corpo pede um pouco mais de alma
Eu sei, a vida não pára... (a vida não pára não)"

Foto: tirada na Cachaçaria da Ilha, em Floripa, na festa do sábado passado. Eu não estava lá, por isso furtei de http://www.fotolog.com/tatianaw

When we are low, nature lifts our spirits

"Sometimes we go through whole days without really tuning in to the beauty of nature that surrounds us.

We have a habit of seeing it without really taking it in, yet once we begin to notice it we treat ourselves to an exquisite realm of subtle, complex scents, miraculous forms, and ethereal light.

The natural world enriches our entire being through the vehicles of our senses. When we are low, nature lifts our spirits. When we are tired, it rejuvenates us-if we pause long enough to drink from its beauty.

If you have fallen out of the practice of taking time to observe the light as it filters through the leaves of a tree, or the concentric rings a raindrop makes as it plops into a puddle, you can retune yourself by dedicating a day to noticing the beauty in nature".
(DailyOM.com)

Mais um recomeco na capital paulista, apos dias entre bons amigos em Santa Catarina. Naomi voltou do Hawaii apos dois anos e Talia observava e respondia as perguntas charmosamente, jah como futura mae. Voltei inundada de amor, apos visitar essa familia querida, em Navegantes. Em Brusque, Tambem conheci a Anita, o bebe da querida Lia; encontrei a Mari (o tempo parece nunca ser suficiente para nos); trabalhei nos relatorios de sustentabilidade; curti a frente fria do final de semana olhando o mar de longe e tomando cafe com a mae...

E hoje comecam as aulas regulares no Buddha Hall, aih pertinho da paulista, das 20h as 21h15. Yeah!
Os interessados, falem comigo: carlinebrasil@hotmail.com :)

Foto by Leo Barbosa, Sao Paulo, em fev/07

Thursday, April 05, 2007

Páscoa de renovação

Receptividade. Esta foi a carta que tirei do baralho, no final da vivência de meditação instruída por Suresh. Nas palavras dele, é uma carta de cura, de estar aberta para receber e doar; creio que bem em sintonia com o momento atual.

Foi uma noite bem mais alternativa do que todos os programas que normalmente faço em Brusque (comer um montão de amêndoas de Páscoa, por exemplo). Falamos sobre a filosofia do Yoga (Yamas e Nyamas), praticamos juntos, fizemos uma meditação ativa com foco no chakra do coração.

Fica aí a bela imagem. Da esq p/dir: Suresh, Saionara, Vivi, Mariane e Kelly. Bom, pra quem ainda não me conhece, eu sou a discretinha aí de blusa vermelha e abraços abertos. Receptividade? ;)

Wednesday, April 04, 2007

It´s all perfect

"Enough. These few words are enough.
If not these words, this breath.
If not this breath, this sitting here.

This opening to the life
we have refused
again and again
until now.

Until now"
(David White)

Momento de reviver Brusque, cidade onde eu vivi mais do que a metade dos meus 29 anos. Ontem participei de um encontro da Campanha da Fraternidade para dar um depoimento sobre o voluntariado no Pará. Você sabia que a Floresta Mãe é o tema deste ano? Nem me lembro a última ocasião em que estive em uma novena, com todos reunidos na casa de uma família. Bons momentos da infância.

Logo mais, às 20h13 acontece a vivência de Yoga & Meditação na Escola Charlotte. E eu passo o dia escrevendo relatórios de sustentabilidade. Aliás, como é bom a internet, não? Nos dá tanta liberdade de trabalhar em qualquer lugar do mundo.

It´s all enough ;)

Tuesday, April 03, 2007


(Para quem fugiu das aulas de inglês: "O doutor disse que ele precisava de mais atividade. Então eu escondo o controle remoto da TV três vezes por semana")