Wednesday, June 29, 2011

Respire comigo

Além das aulas particulares, conduzirei as seguintes turmas de Iyengar Yoga em julho:

Dia 5 (terça)
19h30 às 21h - Centro de Iyengar São Paulo

Dia 6 (quarta)
10h às 11h15 - Centro de Iyengar São Paulo

17h30 às 19h – Bija Yoga

Dia 7 (quinta)
7h30 às 9h - Centro de Iyengar São Paulo

19h às 20h30 – Gam Yoga

Dia 28 (quinta)
19h às 20h30 – Gam Yoga

Sejam todos bem-vindos ao mundo zen.

Me sinto absolutamente privilegiada em poder dar aula nesses três locais, tão bem cuidados por Rosana Seligmann, Valéria Rinaldi e Raquel.


Endereços

Bija Yoga: Rua Nanuque, 360 - Vila Leopoldina.

Centro de Iyengar São Paulo: Rua São Gall, 488 – Lapa.

Gam Yoga: Rua Fradique Coutinho, 1004 - Vila Madalena.

Photo by Kelly Piva, Parsvakonasana em Navegantes (SC), maio 2011

Tuesday, June 28, 2011

O meu hoje

... foi bem chuchuzinho. Até Naomi me ligou, distante em alto-mar. Até Marques reapareceu, uma década depois.

E o meu agora é debaixo de três edredons e acima de pelo menos cinco sonhos muito belos.

Boa noite aos que já perderam a noção da hora, já jogaram tudo fora e ainda perguntam com que pernas devem seguir.

Monday, June 27, 2011

Quanta felicidade!

Minha melhor amiga celebra aniversário hoje. E é para ela que agora vou.



Parabéns, Cilene!


Photo by Carli, reveillon "Eu mereço" 2010/2011 em SC

O budista mais charmoso e militante do mundo (depois do Dalai Lama, claro...)

"Richard Gere Speaks Out Against Chinese Occupation In Tibet

Richard Gere is appalled that oppression is still very much part of Tibetan Buddhists' lives almost two decades after he captured the extent of China's occupation on camera.

The Pretty Woman star and fervent Buddhist jetted to Seoul, Korea on Wednesday (22Jun11) to unveil a Tibet-themed photo exhibition entitled Pilgrim, which is compromised of over 60 snaps captured by Gere himself.

The actor took the heart-wrenching photographs during his 1993 trip to the area, and Gere is far from pleased to see the same unnecessary abuse and suffering he witnessed almost two decades ago - in both Tibet and China.

He tells the Korea Herald, “I think it’s impossible to look at these photographs and not realise the extraordinary suffering of the Tibetan people... The same kind of torture and deaths in Chinese prisons in Tibet is still taking place today.

"Of course it’s not only in Tibet. The Chinese communist government does it to their own people in China as well.”

Fonte: Contact Music

Foto: Globo.com (O ator visitou e meditou hoje no templo Borobudur, na província de Java, na Indonésia)

Sunday, June 26, 2011

Meu feriado

"A tarde faz silêncio
O vento sopra a meu favor
Às vezes eu pressinto e é como uma saudade
De um tempo que ainda não passou...


Me traz o seu sossego
Atrasa o meu relógio
Acalma a minha pressa
Me dá sua palavra
Sussurra em meu ouvido
Só o que me interessa.


A lógica do vento
O caos do pensamento
A paz na solidão
A órbita do tempo
A pausa do retrato
A voz da intuição
A curva do universo


A fórmula do acaso
O alcance da promessa
O salto do desejo
O agora e o infinito
Só o que me interessa
"... Lenine




Fotos by Carli, em Ribeirão Preto (SP), junho 2011

Tuesday, June 21, 2011

Frase do primeiro dia de inverno

"Quer mais coragem? Então descubra o que você ama!"

Monday, June 20, 2011

One moment meditation

Em suma: rico é quem sabe bem viver

Essa frase é tão antiga e igualmente tão atual:

"Perguntaram ao Dalai Lama: O que mais te surpreende na humanidade? Ele respondeu: 'Os homens...porque perdem a saúde para juntar dinheiro, depois perdem dinheiro para recuperar a saúde. E por pensarem ansiosamente no futuro, esquecem do presente de tal forma que acabam por não viver nem o presente nem o futuro. E vivem como se nunca fossem morrer. E morrem como se nunca tivessem vivido'."

No domingo vi a exposição "6 bilhões de Outros", no Museu de Arte Moderna de São Paulo. Absolutamente tocante. Me fez lembrar desse depoimento do Dalai Lama.

Do lado de fora do MASP, protesto animado contra o novo Código Florestal e a construção da Usina Hidrelétrica de Belo Monte. Eu aprecio os indignados que tiram o domingo para protestar.

Friday, June 17, 2011

The joy of living

Me encantei ao ver essa foto tirada pela querida Márcia Hirota, da S.O.S. Mata Atlântica. Não dá uma sensação de contentamento para este fim de semana?!

Relato dela: "Não é a melhor foto, mas é a cena mais marcante de bandos de muriquis que avistamos hoje na RPPN Feliciano Miguel Abdala em Caratinga (MG), que finalmente conheci. Tudo lá é maravilhoso: a RPPN de quase mil hectares e sua linda história, a quantidade de primatas, o resultado de 30 anos de pesquisa, os projetos de conservação e restauração na região pela ONG Preserve Muriqui, CI e seus parceiros... apaixonante, adorei!"

Feliz sexta!

Thursday, June 16, 2011

Desisto

De tentar esquentar as minhas mãos neste inverno.

Há batalhas que nasceram para serem perdidas.

Perceber - Sentir - Trocar: ICHI-GO ICHI-E

Vários encontros para partilhar yoga e chá resultaram no Espaço Respire, que eu, Erika Kobayashi (jornalista e editora do http://www.cerimoniadocha.com.br/) e Flávia Sakai (arquiteta e designer) organizamos durante a Virada Sustentável (4/5/11), no belo espaço da Casa das Rosas, em Sampa. O frio intenso não espantou os participantes.

Revendo hoje as fotos tiradas por Cássia Hosni e Eduardo Burckhardt, percebo o quão poético foi esse momento/evento!

Refaço o convite, agora, para você fazer uma pausa, esquentar a água para preparar um bom chá, inspirar de forma plena e apreciar tudo isso, abaixo e ao seu redor.

Erika nos conta que a Cerimônia do Chá surgiu no século XVI no Japão e tem como grande referência o mestre Sen Rikyu, que introduziu o conceito de ICHI-GO ICHI-E (literalmente “Uma única vez, um único encontro”).


Mais do que um ritual complexo influenciado pelo Zen Budismo, com uma série de passos e movimentos rigorosamente concebidos para serem precisos e um espaço englobando alguns elementos, a Cerimônia do Chá é a arte de celebrar um encontro único entre anfitrião e convidado(s) reunidos para degustar um bom chá.


Os quatro preceitos da cerimônia são: Harmonia, Respeito, Pureza e Tranquilidade.


A tranquilidade começa pelo relaxamento de nosso corpo. Por isso, ensinei exercícios práticos para que o movimento da respiração aconteça de forma plena, preenchendo as áreas abdominal, torácica e do alto do peito. Nosso bem-estar está intrinsecamente relacionado à nossa respiração.


O que significa respirar melhor? Basicamente é não respirar encurtado, fechado no peito, o que geralmente acontece no nosso cotidiano agitado. Conectando com a respiração, podemos relaxar o corpo e a mente, de forma a apreciar mais a vida.


A cultura japonesa ensina a importância da valorização do presente e a atenção constante. Buscando o nosso bem-estar individual, acabamos proporcionando um coletivo mais harmônico.


Inspire. Expire.




Relaxe.


E as estudantes de jornalismo da PUC arrasaram no modelito Profissão Repórter. Na minha época de UFSC, éramos tão mais ripongos... he he he


" Cultivando a si mesmo, cultiva-se o mundo".


Palavras da Erika: “Foi surpreendente como em uma tarde fria, 60 pessoas se reuniram em plena Avenida Paulista, para respirar, degustar um bom chá, trocarem entre si e apreciar a beleza de coisas simples. Foi um silêncio tocante e uma inspiração para quem busca qualidade de vida e de relações”.




Esta aqui é a caneca tradicional usada pelos japoneses. No evento, todos trouxemos o nosso próprio recipiente, com as nossas próprias marcas e lembranças.


Incensos, claro! (Foto conceito do Dudu)




Pequenos marcando presença (e com pernas cruzadas já na postura completa do lótus)







A Perséfone querida, companheira de preparativos da Virada Sustentável, também compareceu!


Agradecemos pelo apoio recebido da Inti Zen, The Gourmet Tea, da equipe de produção da Casa das Rosas (valeu, Beto!) e do João Nemeth, da FF Produções Artísticas, que nos cedeu o linóleo para forrar o chão. A Japonique também doou uma série de canecas estilizadas, que foram sorteadas. As parcerias se estabeleceram com base na gentileza.



A cerimônia terminou com um passeio pelo jardim, no qual Flavia explicou sobre o “wabi sabi”: “É um conceito estético que significa a beleza do imperfeito, do efêmero, do inacabado.



Como estilo de vida, ele nos propõe seguir o fluxo natural da vida, aceitando com leveza e graça os nossos defeitos, nos aproximando da nossa própria essência e do lugar, dentro de nós, onde existe paz, serenidade e harmonia”.
Tudo que tem uma história por trás se torna mais belo.
E todo encontro é capaz de promover transformações.



Permita-se.


Fotos: Cássia Hosni, Eduardo Burckhardt e Carline Piva, junho 2011

Wednesday, June 15, 2011

Om Muni Muni Maha Muni Shakyamuni ye Soha

Buddha não é uma pessoa, é um estado "desperto" de espírito.

Canto de mantra especial hoje à noite para celebrar a Iluminação de Buddha Shakyamuni.

E as palavras de hoje são: entrega e gripe.

Friday, June 10, 2011

O que ando lendo sobre o tempo...

"O sentimento vago de que o tempo está passando por nós pode ser muito assustador. Nossas vidas adquirem uma qualidade acelerada; passamos a ser governados pelo tempo, curvando-nos à sua pressão, apressando-nos para cumprir os seus prazos. Corremos para terminar algo e nos lançamos num outro projeto antes de acabar o primeiro, movendo-nos tão rapidamente que sobra pouco tempo para uma verdadeira satisfação, para o aprofundamento do nosso sentido de valor e propósito na vida. Mesmo que trabalhemos muitas horas por dia, percebemos que, se não estivermos em harmonia com o fluxo do tempo, pouco do que realizamos é, de fato, gratificante.

Desperdiçar nosso tempo é como arrancar as pérolas de um colar maravilhoso e jogá-las fora, uma a uma. No entanto, quando usamos bem o tempo, cada minuto é como uma nova joia que se acrescenta às nossas vidas e faz ressaltar a sua beleza.

Como o tempo é a nossa vida, ele é muito precioso, e precisamos aprender a valorizá-lo. Nenhum momento pode ser repetido; nenhuma experiência, recriada. Cada momento é único, um presente a ser estimado e bem usado. A vida não tem preço e, se a desperdiçamos dissipando o nosso tempo, perdemos o valor da rara oportunidade que temos."

O Caminho da Habilidade, Tarthang Tulku

Thursday, June 09, 2011

Fórmula do par ideal (maior taxa de felicidade e menor risco de separação): a mulher deve ser 5 anos mais jovem e 27% mais inteligente do que o homem

"O ideal é que ela tenha um diploma universitário, e ele não. E é preciso experimentar bastante antes de decidir". uuuuuu

Na semana do Dia dos Namorados, chovem estatísticas e dados sobre a cientificação do amor. Em seu twitter, a revista Super Interessante resgatou uma matéria publicada em maio de 2010: "Amor - Rotina - Fim". Bonitinha e tristinha (todo final é melancólico), vale a pena ler.

(Mais um trecho...) "Vocês se olharam, se interessaram, alguém tomou a iniciativa de ir falar com o outro. Antes mesmo de abrirem a boca, seus corpos já começaram a se comunicar. Sabe quando as pessoas dizem que 'bateu uma coisa de pele'? Isso realmente existe. E tem fundamento científico. Preferimos pessoas cujo sistema imunológico seja complementar ao nosso, com quem possamos gerar descendentes geneticamente mais variados, com maior capacidade de resistir a doenças. E, como ninguém tem placa na testa dizendo qual tipo de sistema imunológico tem, o jeito que o corpo inventou de perceber e comunicar isso foi o cheiro."


Bons namoros e solteirices para todos nós!

Viajo sem nem comunicar paradeiro neste findi, cantarolando Luiz Melodia... "Se alguém perguntar por mim, diz que fui por aí, levando um violão debaixo do braço..."

Túnel do tempo

Dançando na chuva e no mato com a querida Vivi. Fase eletrônica, tão especial.

Wednesday, June 08, 2011

Novos Começos

A fase gérbera da minha vida deu lugar para o novo momento tulipa.


Altas, magricelas, vermelhas. Fico feliz em saber que têm muito mais a ver comigo, hoje.


E o hoje é o que conta, sempre.


Ainda preciso escrever sobre a minha experiência da Virada Sustentável, mas confesso que tenho que descansar mais um pouco.

Sunday, June 05, 2011

Impermanência

Para João Gilberto Meireles. Pensando em ti.

Foto: Vila Madalena by Carli (5/6/11)

Virada Sustentável









Neste Dia Mundial do Meio Ambiente.

Friday, June 03, 2011

Chá, encontros, agradecimentos e muita sensibilidade

By Erika Kobayashi, editora do blog Cerimônia do Chá.



"Em pleno vapor preparando elementos do Espaço RESPIRE, que acontece amanhã na Casa das Rosas. Econtrei um espaço com vista para o céu cinza de São Paulo pós-aula de yoga com Carline (a mil atendendo muitos pedidos de jornalistas sobre a Virada Sustentável) para fazer os 50 kits-degustação com os chás que ganhamos com o apoio de Inti.Zen (via Wine Brands), The Gourmet Tea, Japonique e FF Produções.

Na cerimônia do chá tradicional japonesa, quando agradecemos o temae, estamos falando de tudo que está envolvido na cerimônia, todas as etapas, desde os preparativos. E tudo aqui anda sendo feito com muito amor nos buracos que cavamos na nossa rotina (eu, Flavia Sakai e Carline Piva) não para beber chá, mas para proporcionar às pessoas que estarão conosco amanhã a apreciação de um bom chá em uma tarde fria.

Invisivelmente presentes também estiveram Luciana Tokita, Cassia Hosni, Eduardo e Paula Burckhardt, João Nemeth, Beto Boing, Daniel Neuman, Leandro Toledano, Denise Góes, Patrícia Kozmann, Juliana Vidigal, Letícia Shinotsuka, Jana Tahira, Renata Fagundes e Luk Carter – todo mundo que esteve presente (ou estará) em um momento ou em outro.

Daqui a pouco, eu e Flavia estaremos indo para a Casa das Rosas receber o cenário. De lá, passo na Japonique, na Vila Madalena, para retirar as xícaras que serão sorteadas depois da atividade. E sigo colhendo garrafas térmicas pela cidade.

Os telefones não param de tocar. Que tudo chegue hoje, pois amanhã teremos respiro, jardim, silêncio e troca. "



CERIMÔNIA DO CHÁ CONTEMPORÂNEA
Casa das Rosas, dia 4 de junho (sábado), das 15h às 17h30
Convite a uma pausa na rotina para viver três experiências sensoriais: exercícios de respiração com base no yoga, degustação de chás e passeio no jardim. Nossa proposta é a de difundir o hábito de tomar chá e tudo que o envolve (filosofia, valores, …cuidados no preparo e manuseio dos utensílios) como uma ferramenta para se trabalhar a sustentabilidade e as relações humanas.

A atividade acontecerá ao lado do café (entrada pela Casa das Rosas). Recomenda-se chegar 15 minutos antes para fazer sua pré-inscrição no local. Em caso de chuva, as palestras e vivências acontecerão na varanda do piso térreo.