Tuesday, November 30, 2010

Dias estranhos...

e temperamentais.

Fim de alguns projetos e começo de novos. Novembro tende a ser uma época em que recebo muitas propostas e tenho que tomar decisões. Já começo a tecer o meu 2011, quer eu queira, ou não.

Hoje, o espaço A Macaca, tão especial, fechou suas portas. Acordei às seis e fui caminhando até lá, no trajeto que percorri tantas vezes nesses últimos dois anos para praticar yoga com a professora e amiga Karina Grecu. Hora de respirar o desapego.

O restante do dia foi, certamente, estranho, mas com alguns bons momentos de ternura, como a ligação da Cinthia, as lembranças do almoço de ontem com a Dani Barbará (Feliz Aniversário!!!), o encontro com a Cilenita e a frase inspiradora de Madre Teresa de Calcutá que li em Human Dynamics:

"Pequenas coisas com muito amor. Não é o quanto se faz, mas a quantidade de amor que se coloca no que faz. Não é o quanto se dá, mas a quantidade de amor que se coloca no que se dá."

Cilene também compartilhou um artigo muito interessante sobre o show midiático no Rio de Janeiro, escrito por Luiz Eduardo Soares e publicado na Carta Capital.

"(...)O que as polícias fluminenses deveriam fazer para vencer, definitivamente, o tráfico de drogas?

Em primeiro lugar, deveriam parar de traficar e de associar-se aos traficantes, nos 'arregos' celebrados por suas bandas podres, à luz do dia, diante de todos. Deveriam parar de negociar armas com traficantes, o que as bandas podres fazem, sistematicamente. Deveriam também parar de reproduzir o pior do tráfico, dominando, sob a forma de máfias ou milícias, territórios e populações pela força das armas, visando rendimentos criminosos obtidos por meios cruéis.

Ou seja, a polaridade referida na pergunta (polícias versus tráfico) esconde o verdadeiro problema: não existe a polaridade. Construí-la –isto é, separar bandido e polícia; distinguir crime e polícia– teria de ser a meta mais importante e urgente de qualquer política de segurança digna desse nome. Não há nenhuma modalidade importante de ação criminal no Rio de que segmentos policiais corruptos estejam ausentes. E só por isso que ainda existe tráfico armado, assim como as milícias."

Amanhã passo o dia em uma ilha de edição, produzindo um vídeo. Gosto tanto disso!

Sunday, November 28, 2010

"A alegria anuncia sempre que a vida triunfou, que ganhou terreno, que conseguiu uma vitória. Toda grande alegria tem um tom triunfal" Henri Bergson

Essa flor linda chama-se Algodão da Praia.

Tão pertinho de Sampa. E pensar que nunca tinha ido ao Guarujá!
Banho de mar refrescante, almoço ótimo no restaurante Rufinos (certamente a única cliente que, em vez de comer peixe ou frutos do mar, pediu spaguetti com tomates frescos e manjericão. Um dos melhores que já degustei, aliás! :)

Dia lindo com as amigas da Editora Dharma.

Logo mais, a Cinthis e Chris voltam aos Estados Unidos. E eu participo de uma Cerimônia do Chá. Faz um domingo LINDO na capital paulista! Me sinto feliz.

Que haja mais paz, paz, paz no Rio de Janeiro...

Saturday, November 27, 2010

Fui

...para o Guarujá. Alguém consegue cansar de praia? Eu a-m-o o mar.

Thursday, November 25, 2010

B.K.S Iyengar e Dalai Lama!

“Iyengar disse que há algumas similariedades ou afinidades entre a tradição indiana yóguica e a abordagem do Budismo Tibetano e sugeriu que ambas as tradições deveriam trabalhar juntas a fim de encontrar um caminho comum para beneficiar a humanidade.”

Veja aqui a matéria completa. O encontro mais chuchuzinho do ano!!!!!

E alguns destaques:

"His Holiness said happiness is generally understood as deep satisfaction; however, it is important to make a distinction between satisfaction achieved through sensorial level and mental level. The mental level of happiness, he said, can be achieved through spontaneous willingness from within as well as mind training leading to ultimate compassion. For a Buddhist practitioner, His Holiness said the ultimate goal is achieving Buddhahood by cultivating a compassionate mind and the by-product of thus practice is the ability is to achieve a calm and positive mind in one’s day-to-day life.

Dr. Iyengar known for deciphering the code of Patanjali Yoga Sutra in a scientific way and who has practiced Yoga for the last 60 years explained the seven stages in achieving happiness through yoga. He said the moment the intellect of the heart and mind meets through complete understanding of body and mind cleansing, that is when the consciousness of the egoistic self or the “I” is nullified and a practitioner experiences boundless uncolored joy.

The aim of yoga, said the sprightly 93-yr-old is to achieve non-colorisation of happiness where remnants of the self is eliminated. He said a yoga practitioner treats negative emotions such as anger as separate entities and thereby brings the mind under control."

Tuesday, November 23, 2010

Casamento Cinthia Piva e John Christopher Blackburn

Há seis anos de diferença em nossas vidas. E incontáveis afinidades. Minha irmã caçula compartilha comigo o gosto pelo belo, pela harmonia, além da importância de se estar presente quando abraçamos quem vem chegando.

Amei ela desde que a mami chegou da maternidade, vestindo seu clássico roupão vermelho, e apontou, no banco de trás, a tia Déia segurando o novo bebezinho da Família Piva. Após dois partos normais, tinha enfrentado sua primeira cesariana e, por conta de dificuldades na cicatrização, não vinha carregando a Cinthia.

Percebi o carro se aproximando e corri para a garagem para receber a Pequeninha. Desde então, passei a acompanhar seus primeiros passos, a vez que enfiou-se dentro de um formigueiro, suas brincadeiras, seus treinos de atletismo, seu jeito tímido e absolutamente dedicado.

Como gosta de estudar! Como gosta de jogar vôlei! A taurina costuma permanecer até o final aperfeiçoando tudo. O casamento que ela organizou pessoalmente, com ajuda do noivo, refletiu todo esse cuidado carinhoso.

Perfeição!

Não que fosse surpresa para mim o que vou escrever agora. É que quando a Pequeninha surgiu vestida de noiva, de braços dados com o Piva (prestes a ter um ataque cardíaco de tão nervoso) as fichas da nova realidade dela (realmente) caíram para mim.

O bebê virou um mulherão esguio, com um sorriso tão espontâneo e gostoso que não dá vontade de sair de perto (ui, lembrei que ela escolheu os Estados Unidos como lar). Sim, segue por lá sua carreira de nutricionista, já tem um amor de olhos azuis ao seu lado e sonhos de terem a sua própria pequeninha, a Sofia.

O sábado do dia 20 de novembro de 2010 passou nublado. A praia de Ponta das Canas sussurrava um mar calmo e preguiçoso. Mas quando os noivos se deram as mãos, não é que o sol apareceu?! Pôr do sol digno de filme, do jeitinho que Cinthia queria e com certeza mentalmente aperfeiçoava. Pode? Pode!

Fechei os olhos para ouvir melhor o barulho das ondas, mescladas com a voz do celebrante, que repetiu várias vezes o mantra: tenham paciência e respeito um com o outro. Renovem diariamente o sentido do “eu te amo”.

Chorei, emocionada, pensando em todos os 27 anos da Cinthia, no Chris, na união das Famílias Piva e Blackburn.

Desejei para todos os presentes uma vida repleta de momentos de sabedoria e de significado.

Seguem algumas fotos do evento do ano, embaladas com a trilha sonora escolhida para a primeira dança oficial do casal.


Só eu sei Quanto amor

Eu guardei Sem saber

Que era só pra você É



Só tinha de ser com você
Havia de ser pra você

Senão era mais uma dor,
Senão não seria o amor

Aquele que a gente não vê

O amor que chegou para dar
O que ninguém deu pra você.

O amor que chegou para dar
O que ninguém deu pra você.

É
Você que é feito de azul
Me deixa morar nesse azul
Me deixa encontrar minha paz

Você que é bonito demais
Se ao menos pudesse saber
Que eu sempre fui só de você

Você sempre foi só de mim.

Eu sempre fui só de você.

Você sempre foi só de mim." Elis Regina















Florianópolis, 20/11/2010. By Carli ;)

Monday, November 22, 2010

Monday

Minha vida é um corpo de e-mails a serem respondidos. E ele pulsa pedindo urgência.


Respiremos ;)

Wednesday, November 17, 2010

Férias

so far, SO good!
Retiro Yoga e Natureza, com Mário Reinert e Renata Ventura.

Patrimônio do Matutu - Aiuruoca, Minas Gerais.


My sweet australian friends, Hayden and Holly.

That's the Chuchuzinha's way of life.

Friday, November 12, 2010

Mochila pronta

... e prestes a colocá-la nas costas.


Férias com yoga e natureza em Minas Gerais, e depois praia e casamento da minha irmã caçula em Floripa.



Volto em 10 dias. Respiremos! "Tomorrow is just an excuse away..."

FUI!

Tuesday, November 09, 2010

my life, so far

Ontem: ajudei na prova de certificação promovida pela Associação Brasileira de Iyengar Yoga. E esse tema continua sendo BEM polêmico...

Hoje: percebi o quão fácil é preparar tapioca em casa! Laura me ajudou e o nosso jantar foi sabor provolone.

Amanhã: é aniversário da Erika, no Squat!

Depois de amanhã: palestra do lama tibetano Sogyal Rinpoche.

Depois de depois de amanhã: entro em férias! Vou para Matutu.


Ma-tu-tú?



"Acostumados a pensar na duração da nossa existência como um fio único e contínuo, raramente nos detemos diante do significado dos começos e finais sutis que ocorrem dentro da nossa vida", Conhecimento da Liberdade, de Tarthang Tulku

Monday, November 08, 2010

Feliz!

Namastê, Flávia!
Lançamento de "Tempo e Trabalho - Como estar no tempo e realizar mais", na última sexta-feira, no Nyingma Rio.

Olha que coisa mais chuchuzinha a estupa em primeiro plano e o Cristo Redentor lá no alto.

Com Paula Rozin e Wanessa Nemer :)

Quitutes coloridos.

Amigos do Rio, que capricharam muito na recepção.
Palestra :)
Os livros do Projeto Yeshe De Brasil prontíssimos para serem enviados para Ásia!

Como em Sampa ficamos com a produção inicial (imprimir, cortar, dobrar...), é uma maravilha ver o resultado.
No final do evento, aproveitamos para exibir a reportagem sobre o Projeto Yeshe de Brasil (a parte que acontece no Rio) divulgada pelo Canal Futura. Se você quiser ser voluntário aqui em Sampa, me escreva: carlinebrasil@gmail.com. Trabalhar em uma gráfica é uma experiência, no mínimo, bem exótica. It´s cool, baby! Ninguém nem vai acreditar quando você ousar contar na mesa do boteco (é por isso que eu nem conto ha ha ha).

Feliz.