Friday, March 30, 2007

Tem dias que a gente acorda e quer saber por quê

Caminhava instrospectiva pela Rebouças, ouvindo pí-pí-pí-pí da fila de motoboys serpenteando o congestionamento. Enxerguei o grafite colorido no muro antigo e sorri: "Tem dias que a gente acorda e quer saber por quê". Sorri justamente porque era um dia daquele.

Por que as decisões que tomamos parecem ter mais "responsabilidade" a medida que a idade avança? Por que criamos padrões e estilos de vida a serem seguidos, ou melhor, alcançados, enquanto o nosso bem estar e a convivência harmoniosa do corpo com a mente não são tratados como prioridade na lotada agenda de afazeres? É preciso despertar cada vez mais para essas questões, sob o risco de "passar por essa vida sem viver", como já bem entoou Vinícius de Moraes.

A aula inaugural de yoga no Buddha Hall, na quinta, teve um aspecto de cura. As meninas são ótimas, inclusive a Carol, que me surpreendeu pela presença :)
Voltei para casa feliz, superando até a TPM.

1 comment:

Carol Cordioli said...

Carli querida,
adorei a aula (mesmo com o "fundo musical"... heheeh). Puxa, to triste pq vou ficar sem yoga esta semana!
Será que a gente consegue se ver antes da páscoa? Se não, boa viagem e bom coelhinho!
Beijocas,
Carol.