Thursday, October 19, 2006

Direto do encontro dos rios Tapajós e Amazonas

Me disseram que eu trouxe chuva para o Pará. O que por aqui é uma benção.

Desembarquei ontem, às 15 horas em Santarém, após uma escala em Manaus, no Amazonas. Aqui o fuso horário tem uma hora menos que em Brasília. Clima nublado, misteriosamente ameno para esta época de seca. Dormi ouvindo as gotas de chuva, o barulhinho de morcegos e muitos grilos.

A emoção de conhecer a tão falada região amazônica começa certamente dentro do avião, sobrevoando a vastidão de verde que não acaba mais e rios laaaaaaargos e extensos. O melhor: a partir de amanhã será a vez de sentir de perto o cheiro e o movimento das águas doces. Durante três dias vou percorrer de barco, juntamente com a equipe do Projeto Saúde Alegria, o Rio Arapiuns. Iremos disseminar o programa Superação Jovem nas comunidades ribeirinhas, que tem o objetivo de mobilizar esse público para os problemas da região e desenvolver potenciais, sempre respeitando a cultura local.

O Magnolio, coordenador da parte de Educação e Comunicação da ONG, avisou que eu preciso de apenas três coisas por aqui:
- Rede de dormir
- Escova de dentes
- Havaianas
Bom, acabei de comprar o que faltava: uma rede! Eeeee Resta saber o quanto a minha coluna vai amar dormir três dias nela. Bom, aventuras são para isso, não?

A cidade de Santarém tem 300 mil habitantes (a segunda maior depois de Belém) e carece de muita infra-estrutura. O blábláblá de desenvolvimento da indústria da soja definitivamente não anda revertendo os benefícios prometidos para a comunidade local. Passei o dia vendo DVDS de alerta do Greenpeace. E a luta continua, enquanto o desmatamento aumenta os buracos no verde e os produtores de soja fazem terrorismo para expulsar os pequenos agricultores de suas terras.

Imagem do dia: na beira da cidade dá pra ver fácil fácil o encontro das águas barrentas do Amazonas com as águas claras do Tapajós :)

Obrigada especial: aos amigos da Vivi, Daniel e Merian, que estão dando uma super força neste início.

Comida nova do dia: peixe com molho de tucupi e "orelha de macaco" (um tipo de agrião local)

Frase: Saúde, alegria do corpo. Alegria, saúde da alma.

2 comments:

Carol Cordioli said...

Amada PNJ,
que emoção acompanhar mais uma aventura sua! Tá me batendo uma vontade imensa de largar tudo e sair mais uma vez pelo mundo tb. Quem sabe....
Saudadessssss e continue aproveitando bem cada minuto!
Carol - em crise graças ou seu blog. :P hehehe

Camila said...

Amiga! Bom saber que tu chegou inteirinha! Aproveita muito aí e bate milhares de fotos com a tua câmera nova!
Só estou preocupada com uma coisa: como eles não vão te pagar nem oferecer auxílio-nada, onde tu vai morar? Em barcos mesmo?? Oh my Gosh! E comida, nega?
Avisa se precisar te mandar via Correio alguma coisa da "cidade grande", que PNJ serve pra isso!
Beijo enorme!