Friday, September 12, 2008

Amigos e Yoga

Na última terça, recebi em minha casa três amigos especiais, Lu, Thomaz e Simone, para uma aula de yoga e uma sessão chá verde, biscoitos Jasmine e uvas.

A prática que eu dou nunca é das mais light, por isso fiquei feliz com a dedicação e entrega deles. Nas primeiras vezes, o corpo suspeita dos asanas, alguns tão desconfortáveis. A mente quer fugir, os minutos são bem sentidos. E, apesar de tudo isso, a intenção de estar no estado de yoga já sinaliza tantas possibilidades...

Concentrar na respiração e no corpo é sempre um ótimo primeiro passo.

Namastê, meus queridos! Vou lembrar com muito carinho desta terça ;)

Hoje parto para mais Iyengar Yoga em Embu das Artes, com Kalidas. Ontem, no Surya, participei de uma aula tão avançada, que me senti iniciante. Falta coragem ainda para subir na parada de mão (adho mukha vkrasana) e os músculos da perna tremem em utthita hasta padangustana. Dependendo das posturas, somos todos iniciantes, afinal. Isso é muito bom.

Bom final de semana! Respiremos...

5 comments:

carolcordioli said...

Será que a Lu conseguiu fazer a árvore?! E o elefantinho?!
Quando eu voltar pro Brasil tb quero aula de yoga junto com o JC!!! hehehe
Aproveita bem o findi, amiga!

Lu said...

A ARVORE???
Jamais nessa vida!
tento, tento, tento e nao consigo.

Mas, que venha o elefantinho!
:)

NAMASTÊ!

Léguman said...

Eu ando puxando meus ombros para traz agora... meio obsessivo.
Eu tambem adorei esta terça, mas tenho que dar uma dica pedagogica: falar que depois tanta pratica que vocé tem ainda fica insegura e acha difficil não necessariamente ajuda.....

Poivrier said...

Foi uma terça-feira memorável.

Obrigada, Carli :)

Bom finde!

Carline :) said...

Uau, quantos comentários! Olá, gente querida, espero que o final de semana tenha sido bom. O meu, particularmente, foi beeeem intenso.

Carol: vou reservar 10 minutos iniciais de cachorro olhando para baixo especialmente para você e JC!

Lu: jamais diga jamais ;) Com mais alinhamento e foco, a árvore-pequeno-gafanhoto não sucumbirá mais ao vento.

Cheri: você daria créditos para um antropólogo que afirmasse saber 100% de tudo daquela área? Seria muito suspeito, não? A mesma coisa no yoga, que é vastíssimo: estamos sempre aprendendo. Repasso para os alunos o que já treinei e experimentei muito em mim. Em relação à isso, não há insegurança ;) Honestidade é sempre a melhor base pedagógica .

Simone: vamos escolher vivenciar os milagres esta semana também? ;)

Namastê!