Sunday, March 01, 2009

100% do que gosto


Decidi viver o domingo fazendo exatamente o que eu curto. Espreguicei o corpo com sirsana, vendo a manhã de cabeça para baixo. Comi granola e iogurte de cereja (isso é bom!). Tomei banho morno puxando para o frio.

Após o protetor solar no rosto e na tatoo, saí caminhando pela Vila Madalena, com a missão de deixar os novos catálogos de atividades do centro budista em pontos "estratégicos", como restaurantes vegetarianos e mercadinhos orgânicos. Eram onze da manhã e eu de boné, óculos escuro, shorts, all star e ipod (Spice Girl?!). Ressuscitei Tribalistas e o seu "Bom Dia, Comunidade!". Primeira parada: o vegeteba Lá Na Quitanda, depois a rota seguiu pelo Deli Paris, Banana Verde e Maha Mantra. Bom dia, com licença, peço permissão para deixar alguns panfletos sobre meditação, tudo bem? Obrigada.

Cheguei na Fradique Coutinho com a Tedoro Sampaio e fiz uma pausa de duas horas para comprar uma cama queen size. Esta é ótima, não? Você passa os últimos dez anos da sua vida dormindo feliz em um colchão largado no chão e em um belo domingo calorento resolve virar a "rainha" do conforto. Sim, com direito a colchão de mola "ensacada", como bem recomendou minha irmã, e travesseiro de brinde.

Já eram três da tarde quando liguei para o Dudu: e aí, tem café? Uau, que surpresa boa, ele não tinha almoçado. Os botecos da Vila fervilhavam de gente sedenta por choppinho e mesa para ver o jogo de futebol entre amigos. Vi muitas pessoas bonitas caminhando, se encontrando, rindo, abraçando. Paramos no Genésio, o meu local preferido para comer massas e saladas, bem ali na Fidalga com a Aspicuelta. O Gustavo veio se juntar a nós e ficamos batendo um ótimo papo, ouvindo também sobre a viagem de 15 dias do Dudu pela Jordânia. Petra deve ser mesmo incrível ao vivo, ainda mais fazendo uma caminhada à noite, com velas...
Buscamos sorvete de pavê de chocolate no supermercado e continuamos conversando por mais horas largados na sacada. Daí a Renata, minha amigona do yoga, ligou e fui jantar na casa dela, que ainda não conhecia. Comidinha preparada com atenção e muito gengibre. Compartilhamos planos, silêncio e afeto. "Vida simples, pensamento elevado" já bem disse Prabuphada.

Voltei pra casa às dez da noite e desde então li blogs de amigos e desconhecidos, bebendo Gatorade de lichia (cara, experimente!). Deu vontade de escrever aqui também, o que eu curto muito, embora muitas vezes não tenha tanto tempo para isso. Plantei minha árvore virtual (www.clickarvore.com.br), aumentei o volume para escutar Billie Holiday (Good morning, headache), senti saudades da Talia e do seu pequeno Breno, escrevi boa noite para a Dani Barbara no messenger, suspirei de expectativa pelo tão aguardado curso de psicologia que iniciarei amanhã à noite, agradeci por você estar presente.

Faltam nove minutos para terminar o domingo em que escolhi ser simplesmente feliz.

2 comments:

Dani Barbará said...

obrigada pela visitinha! depois quero dicas para deixar meu blog bem bonito. Beijos,

Anonymous said...

irmazinha linda,
adorei saber do seu dia, to com saudade de falar com vc no skype... quero saber do curso, da viagem pra Recife, dos planos para vir me visitar de novo ;)
boa semana pra vc!!!!!
amo-teee
Ci