Sunday, March 08, 2009

No Dia Internacional da Mulher...

Gostaria de prestar homenagem à guerreira Maria da Penha, que tive a honra de conhecer recentemente, em uma palestra sobre a importância do combate à violência doméstica, promovida pela Coelce.

Foi o exemplo desta cearense, que foi baleada pelo marido e ficou paraplégica, e posteriormente a sua luta de 20 anos para colocar o agressor atrás das grades, que inspirou no Brasil a criação da Lei da Maria da Penha.
Os principais benefícios da lei:
- Prevê prisão preventiva do agressor;
- A proibição de o agressor ser intimidado pela vítima (ou seja, antigamente, a mulher espancada é que tinha que levar a intimidação ao próprio marido! Surra extra? Imagina! Hoje, são representantes da Justiça);
- Proibição de penas alternativas, como pagamento de cestas básicas.
- O aumento de 1/3 da pena se o crime de violência doméstica e familiar foi cometido contra a mulher com deficiência.
Segundo Maria da Penha, as cidades que disseminam essa lei (que basicamente informa que o agressor vai mesmo para cadeia se agredir fisicamente ou moralmente esposa, filhos, sogra, empregada doméstica) tiveram redução significativa das incidências.
Cabe a nós todas nós ajudarmos a disseminar os direitos conquistados pelas mulheres vítimas de violência no Brasil.
Parabéns pelo exemplo de luta, Maria da Penha. Parabéns a todas as mulheres.

1 comment:

Poivrier said...

Que honra mesmo conhecer a Maria da Penha!
A edição 82 novembro/208, da revista TPM, trouxe uma entrevista com ela. Foi assim que soube mais detalhes da história desta mulher incrível.
***
Tenho pensando muito no início do poema do Quintana... Creio que um dos pássaros engaiolados não se sente bem...
***
Muito obrigada pelo convite de quinta-feira, foi tudo ótimo, a prática, o açaí, o bate-papo.

Te mando um beijo grande :)