Friday, November 03, 2006

Desenterrando o morto-vivo

Não, não falo sobre Finados. É sobre as brincadeiras que a gente resgata do túnel do tempo na hora de brincar com a criançada. Em Alto Aruã, estava nadando e conhecendo um igarapé com no mínimo uns 20 moleques atrás, me olhando fixamente. Parecia uma "revoada" de gente, como pássaros que se movem em bando pra lá e pra cá.
- Quem quer brincar de morto-vivo?
- Eeeeeeeeeeeeeeeuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuu (sendo que muitos nem sabiam as regras).
E lá comecei: Morto (todo mundo se abaixa), Vivo! (Levanta). Morto. Morto. Viv...Morto (A-há te peguei!). Sacudo a poeira da minha infância. Como é bom brincar disso!

Vocês lembram da musiquinha "Toda vez que chego em casa a barata da vizinha tá na minha cama? Toda vez que chego em casa a barata da vizinha tá na minha cama. Diz aí Camilinha o que cê vai fazer? Eu vou pegar um remo pra me defender. Diz aí Camilinha o que cê vai fazer? Eu vou pegar um remo pra me defender. Ela vai dar uma remada na barata dela, ela vai dar uma remada na barata dela..." :)

Para terminar, a canção que costumamos ensinar na chegada às comunidades:
"Bom dia começa com alegria
Bom dia começa com amor
O sol a brilhar
Os pássaros a cantar
Bom dia, bom dia, bom dia!"

É assim que me sinto nesta sexta, pós feriado comendo tucunaré (peixe) com molho de tucupi (vem da mandioca) e brincando com os filhos da Marian na Ilha do Amor, em Alter do Chão. Bom dia, bom dia, bom dia!

5 comments:

Anonymous said...

oi Carline!
parabens muito atrasado pelo aniversario! tudo de bom! e boa sorte na tua viagem, que tambem eh tudo de bom :-)

Beijo correndo pra ver uma neve branquinha la fora
Dani Zen

Camila said...

Olholhó! Não sabia que tinhas jeito com criança! Virou tia Carline aí, é?
Adorei a história de dormir num "hotel de rede". Eu fico aqui imaginando como é isso e fico meio doida. As tuas roupas, mala, ficam no chão, e qualquer um pode pegar? Ou tem locker? eeheheh
Vê se posta umas fotos!! Tu não descolou uma câmera digital, não?
Bom saber que Leozinho embarca logo pra te ver aí. Cuide-se!
Bjs!

Dudu said...

Chuchu! Que ótimo que está dando tudo bem! Como eu sempre te disse (lembra? antes da zuropa): "não se preocupe, de um jeito ou de outro tudo sempre dá certo". Fico muito feliz por você estar vivendo esta experiência tão legal. Beijos e mais beijos. Meus e da Paula - a família.

Carline :) said...

Olá! Valeu pelos comentários minhas queridas e meu chuchuzíssimo amigo Dudu :)

Olha, Cami, quem fica geralmente em "pousada de rede" não precisa se preocupar muito com bagagens valiosas (afinal, ninguém se dá o trabalho de roubar roupa fuleira). A minha máquina digital e carteira eu carrego sempre na mochilinha nas costas, daí não tem grilo. Bom mesmo para assaltar é quem fica em hotel de R$ 190,00 a diária ;)

Dudu! Ando fazendo bastante anotações. Será que desta vez sairá um livro super empolgante de aventuras básicas a la Zeca Camargo ou Carlos Tramontina?!

Dani: que bom que você reapareceu!

Anonymous said...

Helloooooooo GREAT Carline. I just loved the pictures n do envy your experience. U know, I always knew u could fly, but not that high... U are a wonderful person, a devoted professional, and a lucky sob, kkk.
Love,
Marina.